viernes, 4 de febrero de 2011

Brasil de Fato analiza Egipto


banner_boletim.jpgDestaque
Revistas temem a revolução do Egito?
*Artigo de Altamiro Borges
Em toda esta onda de protestos no mundo árabe, as redes sociais superaram a velha mídia na mobilização da sociedade. A “revolução do jasmim” na Tunísia já foi apelidada, erroneamente, de revolução da internet. No Egito, o ditador Mubarak ainda tenta se safar censurando a internet e os celulares. Estes e outros fatores talvez expliquem porque as revistonas preferiram minimizar a explosão popular na região.
Notícias
Anvisa reforça fiscalização no mercado dos agrotóxicos
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), por meio de uma consulta pública, está propondo uma atualização da Portaria 03/1992 do Ministério da Saúde. Na prática, a atualização faz com que as empresas fabricantes de agrotóxicos sejam obrigadas a apresentar estudos sobre avaliação de riscos para os trabalhadores. A partir disso, a Agência realizará a análise toxicológica dos produtos.
Rhodia demitirá funcionários contaminados em unidade de Cubatão
A multinacional Rhodia convocou 20 funcionários da unidade de Cubatão, no litoral paulista, para fazer exames médicos e assinar a carta de demissão. A fábrica foi fechada em 1993, quando se constatou que, em mais de 15 anos de atividades, a empresa havia despejado 12 mil toneladas de resíduos químicos no solo. Essa falta de controle comprometeu o ecossistema e a saúde de aproximadamente 150 trabalhadores.
Construção civil não oferece segurança e desgaste é “violento”
A morte de um operário em um prédio em construção na Baixada Santista, em São Paulo, e o desabamento de um edifício na cidade de Belém (PA), na última semana, lançaram um alerta sobre as condições de trabalho na construção civil. A legislação exige a presença de um técnico de segurança somente em obras que possuem mais de 100 funcionários. No entanto, o sindicalista Luiz Carlos de Andrade lembra que as construtoras devem oferecer treinamento individual para cada trabalhador.
Movimentos querem Audiência Pública para discutir aumento da tarifa
As organizações do movimento social estão mobilizadas para exigir a realização de uma Audiência Pública sobre o aumento da tarifa do ônibus na cidade de São Paulo (SP). Um dos objetivos da Audiência é a revogação do reajuste. Em 2010, os gastos com transporte comprometeram 20% do orçamento familiar, segundo o Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (IPEA).
Cartilha aborda estudos ignorados pelo novo Código Florestal
O SOS Florestas acaba de lançar uma cartilha revelando o que está em disputa na proposta de reforma da legislação ambiental. A organização anunciou que a publicação “é amparada por diversos estudos científicos que foram ignorados na elaboração do projeto de mudanças no Código Florestal apoiado pelos ruralistas”.

twiter_pronto.png
Todo o conteúdo da Radioagência NP pode ser reproduzido em qualquer veículo de comunicação,
desde que citada a fonte e mantida a íntegra do material.